Religião vivida é tema debatido na Aula Inaugural do Primeiro Semestre da FLT

Nesta última sexta-feira, 09 de março, a comunidade acadêmica da FLT se reuniu para prestigiar a Aula Inaugural de abertura do primeiro semestre letivo. A manhã iniciou com um momento devocional conduzido pelo Prof. Me. Marcelo Jung, que iniciou suas atividades de docência na FLT em dedicação exclusiva, após 14 anos de ministério pastoral da Comunidade de Oxford, em São Bento do Sul. Marcelo abordou em sua mensagem a relação entre as duas palavras bíblicas das Senhas Diárias do dia (Jeremias 5.3 e Lucas 17.5), nos convidando a refletir acerca da vontade de Deus. Deus espera de nós fidelidade. Mas, como seres humanos, não somos capazes de sermos fieis ao Senhor. Somos como os apóstolos, que clamam ao Senhor: “Aumente a nossa fé”. Em seguida, a comunidade acadêmica foi saudada pelo Diretor Executivo da Missão Evangélica União Cristã – MEUC, missionário Carlos A. Kunz, que desejou um abençoado semestre com as palavras de Dietrich Bonhoeffer: “Não é de personalidades brilhantes que uma comunidade precisa, mas de fiéis servidores de Jesus e dos irmãos” (Vida em Comunhão).

Após alguns avisos e informações gerais, passou-se ao momento esperado. O Prof, Dr. Júlio Cézar Adam, docente de Teologia Prática na Faculdades EST, em São Leopoldo, abordou com a comunidade acadêmica um dos seus principais e atuais temas de pesquisa: “Religião Vivida e a Teologia Prática – Um diálogo com a cultura pop e o cinema”.

Júlio iniciou sua abordagem definindo o conceito de Religião Vivida e apresentando os principais teóricos, bem como sua própria compreensão e fundamentação. Num segundo momento, Júlio apresentou e interpretou à luz do conceito de Religião Vivida, breves trechos de filmes brasileiros, que apresentam e discutem temas do religioso, tanto de forma mais explícita, quanto de forma mais sutil. Por fim, também apresentou algumas questões bem práticas desta forma de diálogo entre a Teologia Prática e a Prática teológica e a cultura, principalmente, com o cinema, e aplicou para dentro do trabalho da comunidade, como um excelente e útil meio de alcançar pessoas, que estão afastadas ou totalmente fora do contexto da igreja, principalmente o público mais jovem. Júlio destacou assim, o potencial missionário deste diálogo e desta prática. Várias perguntas em plenária feitas pelas pessoas participantes fecharam com chave de ouro a primeira aula inaugural de 2018.

Faculdade Luterana de Teologia - FLT
Rua Wally Malschitzki, 164 - Mato Preto
São Bento do Sul - SC - CEP 89285-295