FLT presente no Dia Sinodal da OASE - Sínodo Centro Sul Catarinense

Aconteceu no dia 17 de maio, na cidade de Pouso Redondo/SC, o Dia Sinodal da OASE do Sínodo Centro Sul Catarinense da IECLB. O evento contou com mais de 800 mulheres, advindas dos diversos grupos de OASE (Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas) de toda a região de abrangência do Sínodo. Estiveram presentes em torno de 20 Pastores e Pastoras, bem como o P. Sinodal, Jacson Eberhard. O dia começou com um gostoso café e um momento vibrante de louvor, seguido de diversas saudações. Também a FLT esteve presente, na pessoa de seu Diretor Geral, prof. Claus Schwambach, encarregado das palestras. Na parte da manhã, o encontro teve como finalidade resgatar algo do legado do Reformador Martinho Lutero, em alusão ao jubileu dos 500 anos da Reforma protestante. O prof. Claus palestrou sobre o tema: O que Lutero no deixou como herança? Enfatizou, em sua abordagem, que o principal legado deixado por Lutero foi sua doutrina, seu ensino, na medida em que ele remete as pessoas para a Bíblia. O prof. Claus apresentou, assim, uma série de ensinamentos do Reformador, que considera fazerem parte da herança espiritual que Lutero deixou, e que são importantes até os dias de hoje. Na parte da tarde foi realizado um culto de envio. Em sua pregação, o prof. Claus falou sobre Lucas 24,13-35 (Discípulos de Emaus), sobre o tema: Jesus Cristo está sempre presente. Destacou a presença de Jesus Cristo diante de diversas situações de dor, sofrimento e provação, mostrando que mesmo lá onde se tem a impressão que Deus está ausente ou "invisível", ele nunca deixa de caminhar do lado das pessoas. Sua presença é invisível, mas real. Destacou ainda a necessidade de obtermos a certeza de sua presença ouvindo e permanecendo em contato com a Palavra de Deus das Escrituras Sagradas.

Durante todo o dia reinou um espírito de alegria, reencontro, comunhão. O desafio que perpassou as abordagens e que se deixou aos grupos de OASE, consistiu em afirmar a importância de que os grupos de OASE percebam mais e mais a sua importância como lugares de perpetuação e testemunho da fé cristã. Mulheres foram e são instrumentos vigorosos de testemunho da fé em suas famílias e grupos. Numa época em que os valores da fé são questionados de todos os lados, e que também muitas mulheres estão sedentas de uma vida de sentido, os grupos de OASE foram motivados olharem para as mulheres "de fora" de seus grupos e se importarem por elas, anunciando-lhes o evangelho de Cristo e a esperança que nele há.