Credenciamento pelo Ministério da Educação e surgimento da FLT

Credenciamento pelo Ministério da Educação (MEC) e surgimento da FLT em 2000/2001

Com o reconhecimento dos cursos de teologia como cursos de graduação pelo governo brasileiro em março de 1999, instalou-se a possibilidade de que o CETEOL optasse pelo seu reconhecimento junto ao Ministério de Educação e Cultura – MEC. Para tanto, a partir de um convênio entre a Missão Evangélica União Cristã - MEUC e o Instituto Martinus de Educação e Cultura – IMEC, foi criada a Faculdade Luterana de Teologia – FLT, deixando de chamar-se CETEOL.

Após a visita de uma comissão de avaliação do MEC, nos dias 12 a 14 de novembro de 2000, a FLT obteve indicação de credenciamento. O fim desse processo ocorreu com a publicação da autorização do curso, pelo governo brasileiro, por meio da portaria no 1.915, de 22 de agosto de 2001, pelo Exmo. Sr. Ministro da Educação, Dr. Paulo Renato de Souza, sendo publicada no Diário Oficial da União no dia 24 de agosto de 2001. O curso de Bacharel em Teologia e o Curso de Pós-graduação (lato sensu) em Teologia e Bíblia, bem como os Cursos de Extensão pertinentes à formação acadêmica oferecidos pela faculdade na área de teologia compõem a oferta de cursos da FLT. Seu curso de Bacharelado em Teologia foi reconhecido pela Portaria Ministerial 577, de 23 de fevereiro de 2006 e publicada no DOU em 1 de março de 2006.

A FLT foi a primeira Instituição de Ensino Superior a oferecer o Curso de Bacharelado em Teologia autorizado pelo MEC no Estado de Santa Catarina, constituindo-se, dessa forma, num marco municipal, regional e estadual de educação. A FLT construiu e ofereceu, desde seu credenciamento, cursos superiores sequenciais, cursos de pós-graduação lato sensu, e diversas atividades e cursos de extensão, oferecidos em todo o Brasil.

Faculdade Luterana de Teologia - FLT
Rua Wally Malschitzki, 164 - Mato Preto
São Bento do Sul - SC - CEP 89285-295