Egressos

Alison Diogo Heinz

Período em que estudou na FLT:
2003-2006

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Missionário da MEUC no Distrito de Santa Rosa-RS entre 2007-2011

Local de atuação e função exercida atualmente:
Missionário da MEUC em Blumenau, no Distrito de Itoupava Central


Ario Arndt

Período em que estudou na FLT:
1996-2001

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Depois de formado fiz o PPHM em Lages/SC. Minha ordenação e primeiro pastorado aconteceram em Morro Redondo/RS; depois pastorei em São Leopoldo/RS, na paróquia Scharlau; e atualmente estou em Joinville/SC, na paróquia Rio da Prata.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
Nossa oração e desafio é proclamar o Evangelho para que mais pessoas creiam em Cristo e se mantenham firmes na fé.

A formação teológica é o meu o alicerce na prática do ministério.

Bárbara Kugel

Período em que estudou na FLT:
Fevereiro de 2004 a Dezembro de 2007

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Jan/2008-jun/2008 - voluntária na Paróquia da Paz em Ijuí/RS;
Jul/2008-jul/2009 - voluntária no trabalho com Jovens no Sínodo Sudeste e atividades ministeriais na União Paroquial de Campinas, residente em Cosmópolis/SP;
Jul/2009-Jan/2011 - Período Prático de Habilitação ao Ministério na Missão Universitária Luterana – MUNIL na Paróquia de Florianópolis/SC;
Fev/2011-Fev/2014 - Envio para o Projeto Missionário/Diaconal da Comunidade de Balsas/MA;
Mai/2014-Ago/2014 - Trabalho com crianças, adolescentes e jovens nos EUA num Intercâmbio da IECLB com ELCA (Igreja Luterana nos EUA)

Local de atuação e função exercida atualmente:
Fui enviada pela IECLB para a Paróquia Bom Samaritano em Jaraguá do Sul/SC. Ela é uma Paróquia nova que foi criada no ano de 2012 e atualmente estou reestruturando as diversas atividades, pois trata-se de uma das maiores Paróquias da IECLB com mais de 2.000 membros. Como também resgatando o Evangelho Puro e Simples de ser vivido diariamente.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
O desafio que tenho enfrentado ao longo dos anos é continuar a ser fiel ao meu chamado, não se perdendo do verdadeiro evangelho que transforma vidas.

Teologia não é o estudo de Deus, Teologia é conhecer como Deus pode estar com você, por você e em você.

Cláudio Rieper

Período em que estudou na FLT:
2002-2005

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Sínodo Mato Grosso
. Pastor na Paróquia Luterana da Transamazônica – IECLB, 2009-2012
. Pastor na Paróquia Luterana de Sorriso – IECLB, 2012-2016
. Coordenador Setorial do Encontro de Homens, 2012-2016
. Representante Sinodal no CONECC (Conselho Nacional de Educ.Cristã Contínua)
. Suplência na Representação do Ministério Pastoral no Sínodo Mato Grosso

Local de atuação e função exercida atualmente:
Paróquia Luterana de Sorriso – IECLB, 2012-2016 (renovação do TAM até 2019)
“Ênfases” do Trabalho Pastoral: Formação de Lideranças.
1) Grupo SOPHIA, Curso Bíblico-Teológico (Módulo I – Breve Introdução as Escrituras Sagradas: história das Escrituras e da Igreja; Módulo II – Fundamentos da Fé Cristã: Dogmática Bíblica – Deus e o Mundo, Pecado e Graça, Salvação e Consumação, Módulo III – Guia Básico para o Estudo da Bíblia: Regras Básicas de Interpretação)

2) Grupo MINISTERIUM (Grupo de Trabalho): Trabalho de “Integração de Lideranças” (Trabalho com 3 Frentes de Atuação: Comunhão, Formação e Planejamento). Trabalho com vistas a Formação de Lideranças e a Integração dos membros nas diferentes fases da vida (Culto Infantil, Ensino Confirmatório com JUMIRIM, JERRISO: Grupo de JE de veteranos, G.Mulheres e OASE, e Presbitério).

3) Curso de Integração de Membros (Em fase de Espera para o 2º Semestre). Material: 1) Quem é a IECLB?; 2) TRILHA8 => Desdobramento: Grupo de Acolhida.

“A boa teologia é como a arqueologia... A sua verdadeira riqueza está camuflada. É preciso dedicação, paciência e persistência para garimpar as pérolas nas Escrituras Sagradas que estão escondidas debaixo dos escombros da religiosidade vazia”.

Cleiton Friedemann

Período em que estudou na FLT:
2005 a 2009

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial: LOGO APÓS A FORMAÇÃO, AINDA ANTES DO PERÍODO PRÁTICO, COLABOREI NA PARÓQUIA DE PETROLÂNDIA (SÍNODO CENTRO SUL CATARINENSE) SOB A ORIENTAÇÃO DO P. JAIME DHEIN. APÓS ISSO, SE DEU A MINHA DESIGNAÇÃO PARA O PPHM O QUAL EXERCI NA COMUNIDADE DE ALTO GARÇAS, PARÓQUIA DE RONDONÓPOLIS (SÍNODO MATO GROSSO). UMA VEZ APROVADO NO PPHM, FUI ENVIADO PELA IECLB PARA O MEU PRIMEIRO CAMPO DE ATIVIDADE MINISTERIAL NA PARÓQUIA DE FELIZ (SÍNODO NORDESTE GAÚCHO), ONDE ATUO COMO MINISTRO PASTORAL ATÉ O PRESENTE MOMENTO.

Local de atuação e função exercida atualmente: DESDE O ANO DE 2012 EXERÇO O MINISTÉRIO PASTORAL NA PARÓQUIA DE FELIZ. SEM DÚVIDA ASSUIR UMA PARÓQUIA DOM APROX. 1.300 MEMBROS FOI BASTANTE DESAFIADOR (E CONTINUA SENDO). MAS GRAÇAS AO BONDOSO DEUS, ELE TEM ME AJUDADO A PASTOREAR E A SERVÍ-LO APESAR DE MIM MESMO. NEM SEMPRE É FÁCIL A TAREFA DE APASCENTAR O REBANHO DO SENHOR (E ELE JAMAIS DISSE QUE SERIA), MAS É PROFUNDAMENTE GRATIFICANTE E SEM A MENOR DÚVIDA, UM GRANDE PRIVILÉGIO. EMBORA A MINHA FORMAÇÃO E A MINHA IDENTIFICAÇÃO TEOLÓGICA SEJA DE CUNHO PIETISTA, ATUO EM UMA PARÓQUIA COM IDENTIFICAÇÃO COM A TEOLOGIA E PRÁXIS TRADICIONAL, O QUE TAMBÉM TRAZ DESAFIOS, JUNTO COM A NECESSIDADE DE MÚTUA COMPREENSÃO E APRENDIZADO.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar: TENHO POR SONHO E META A REALIZAR, AVANÇAR NA MINHA FORMAÇÃO, FAZENDO ALGUMA PÓS GRADUAÇÃO OU MESTRADO VOLTADO PARA A ÁREA DA TEOLOGIA PRÁTICA. A NÍVEL PESSOAL E FAMILIAR SÓ TEMO A AGRADECER AS BÊNÇÃOS E OS CUIDADOS QUE TEMOS RECEBIDO DE DEUS. ELE NOS PRESENTEOU COM UMA FILHA MARAVILHOSA E LINDA (MODÉSTIA A PARTE), E IGUALMENTE EXPERIMENTAMOS TODO O SEU CUIDADO DE FORMA MUITO ESPECIAL NO FIM DO ANO PASSADO, QUANDO ESTHER, MINHA ESPOSA PASSOU POR UMA CIRURGIA CARDÍACA, A QUAL FOI MUITO BEM SUCEDIDA, BEM COMO A SUA RECUPERAÇÃO. LOUVAMOS A DEUS POR ISSO.

“DEUS NÃO PRECISA DE NADA VINDO DE VOCÊ. ENTÃO, QUANDO ELE TE CHAMA PARA VIR, E SERVI-LO, NÃO É PARA PREENCHER UMA NECESSIDADE, ELE ESTÁ TE OFERENDO UM PRIVILÉGIO.”

David Michael Pabst

Período em que estudou na FLT:
5 anos e meio (1 de CBB, 4/5 de FLT).

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Fui intensamente envolvido com o trabalho de jovens na comunidade da IECLB de Pirabeiraba. Focado em grupos de louvor, teatro e evangelização (nas ruas, ancionato, hospitais, casas, etc.).

Local de atuação e função exercida atualmente:
Atuo como missionário auxiliar na MEUC de Panambi/RS. Procuro atender integralmente a comunidade, mas a ênfase está no trabalho com estudo bíblico, jovens e adolescentes. O discipulado e a formação continuada estão em vista para que a comunidade possa desenvolver o sacerdócio geral descrito em 1 Pedro 2.5.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
A comunidade passa por um desafio financeiro. Sentimos o reflexo da crise nas contribuições, mas tentamos fazer o possível para melhorar o cenário. Além disso, temos o desafio de criar e envolver as novas lideranças.
Peço orações para os desafios que enfrento em virtude do afastamento de minha família e para que a comunidade cresça como um corpo que tem “tudo em comum”. (Atos 2.44)


Para tudo na vida há um propósito e o propósito define toda uma vida. Persevere no caminho, pois Deus tem um propósito para definir o teu viver.

Euclydes Brasilico Lira de Melo Vieira Magalhães

Período em que estudou na FLT:
2000 (CBB) 2001-2005 (Bacharel)

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial: Ao término dos estudos na FLT fiz as provas para ingresso ao Ministério Pastoral na IECLB, porém não fui designado ao PPHM por falta de vaga. Durante este período, inicio de 2006, trabalhei na Clínica de Reabilitação de Dependentes Químicos Cruz Azul em Panambi – RS. Fui designado ao PPHM em Agosto de 2006 para a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana de Sinop – MT. Atuei diretamente nas comunidades de Vera, Feliz Natal, Rio Ferro e Assentamento Califórnia por um ano e cinco meses. Neste tempo tive por mentor o Pastor Dilmar Devantier. Lá permanecemos até Janeiro de 2008 quando fomos enviados para a Comunidade Missionária de Ponta Porã – MS. Fui ordenado ao ministério Pastoral em 3 de Agosto de 2008 na Comunidade Evangélica Martin Luther em Garuva – SC, minha comunidade de Origem. Em Ponta Porã atuamos até Dezembro de 2011. Neste período atendemos a Paróquia de Amambai, paralelamente, de 2010-2011. No ano de 2012 nos mudamos para Rancho Queimado onde estamos atualmente.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar: Oramos para sermos testemunhas de Cristo onde quer que estejamos e ensinarmos a Palavra de Deus de forma contagiante ás pessoas que o SENHOR colocar em nossos caminhos.

Agradecemos á FLT pela sólida formação Teológica transmitida a nós e que tem feito a diferença onde passamos.

Felipe Simões da Matta

Período em que estudou na FLT:
2002 - 2006

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Após a formação em teologia pela FLT iniciei o ministério como terapeuta pastoral na Unidade do CERENE de Blumenau, onde atuei durante oito anos. Durante este período de ministério me graduei em Psicologia pela Fundação Universidade Regional de Blumenau FURB, e também cursei a Especialização em Dependência Química e Comunidade Terapêutica oferecida pela FLT e Cruz Azul no Brasil. Nesta Unidade atuei nas práticas de psicoterapias individuais, psicoterapias em grupo, psicoterapias com familiares, palestras temáticas, acompanhamento e coordenação da equipe terapêutica.

Local de atuação e função exercida atualmente:
Atualmente coordeno o Curso de Capacitação para Atuação em Comunidade Terapêutica, oferecido pelo CERENE em parceria com a FLT. Atuo também como Psicólogo na Unidade do CERENE de São Bento do Sul, nas práticas de psicoterapias individuais, psicoterapias em grupo, psicoterapias com familiares, palestras temáticas, publicação de material informativo, palestras em empresas e escolas sobre o tema: Prevenção ao uso e abuso de substâncias psicoativas, Qualidade de vida e Administração do tempo. Atuo também com psicoterapia clínica em consultório.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
O principal desafio ministerial, na área do atendimento a dependentes químicos e alcoolistas, é a busca constante pela motivação para a atuação. Pois os resultados visíveis/mensuráveis nem sempre correspondem as nossas expectativas.

A formação de qualidade oferecida pela FLT me capacitou para a atuação ministerial, me instigou para a contínua busca por conhecimento, sendo também um período fundamental no meu processo de desenvolvimento pessoal.

Gerson Maas

Período de estudos na FLT:
1996: CBB e 1997-2002: Bacharel em Teologia

Depois da formação na FLT, fizemos o colóquio em São Leopoldo para o ingresso no PPHMP na IECLB que realizamos em 2003 na Paróquia de Pirabeiraba em Joinville/SC. Depois do PPHMP fomos enviados pela IECLB em 2004 para Paróquia de Chiapetta/RS Sínodo Noroeste Riograndense. Em 2007 fomos transferidos para a Paróquia da Paz em Ijuí/RS Sínodo Planalto Riograndense.
Desde janeiro de 2011 estamos exercendo o ministério pastoral na Paróquia de Concórdia/SC Sínodo Uruguai.

Desafios são muitos nos dias de hoje diante da grande confusão doutrinária e da vasta oferta de igrejas que temos. Num certo dia perguntaram ao famoso pregador Charles H. Spurgeon, qual era o maior desafio do ministério pastoral. Spurgeon fez uma longa pausa e então respondeu: “o maior desafio do pastor é ser pastor”. Realmente ser pastor é um desafio e parece que conforme os anos vão passando se torna um desafio cada vez maior. E conforme Charles Swindoll: “pastor é uma espécie em extinção”. Já que estamos vivendo no tempo dos apóstolos, bispos e querubins, a figura do pastor vai se tornando cada vez mais fragilizada e diante de escândalos e reportagens sensacionalistas alguns chegam a desacreditar no ofício pastoral. Mas em meio a tudo isso a Palavra de Deus continua firme ao dizer que: “E Ele mesmo concedeu uns para ... pastores e mestres”. (Efésios 4.11).

Diante disso ao ingressar no Bacharelado em Teologia é preciso ter certeza do chamado de Deus, chamado este que Ele mesmo vai confirmando e capacitando ao longo da caminhada, que visa paciência e persistência.

Somos gratos a Deus pelo tempo de formação na FLT onde Deus pode lapidar e capacitar para o ministério integral.

Ícaro Yuri Rohde da Silva

Período em que estudou na FLT:
2009 - 2014

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Desde muito jovem estive envolvido em trabalhos na igreja. Sou oriundo da comunidade da MEUC de Santa Rosa-RS. Estive envolvido no ministério de louvor, adolescentes, retiros de adolescentes, estive junto no início do 1º Adolescentchê. Após alguns anos veio a proposta para o Curso Bíblico Básico e seguidamente ingressei no Bacharelado em Teologia.

Local de atuação e função exercida atualmente:
Hoje, depois de formado, trabalho na Cruz Azul no Brasil, atuo na área de prevenção as drogas com Crianças e adolescentes, por meio de Grupos de prevenção, Banda da Cruz Azul e Retiro Keep Calm.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
Hoje o maior desafio é a busca por formas de alcançar o adolescente que não foi atingido pela igreja.

Percebo que: "um trabalho feito com amor, pode ressuscitar vidas".

Israel Wolney Sell

Período em que estudou na FLT:
2004 a 2007

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial: Ao sair de minha comunidade de origem em Campinas, São José/SC busquei me ligar a outra comunidade onde pudesse servir. Desde os primeiros anos em que estudava era voluntário na Comunidade de Pirabeiraba, Joinville, onde fiz meu estágio durante a faculdade. Após a aprovação no período prático, realizei-o em Cachoeira do Sul/RS. Após 1 ano e 5 meses fui enviado pela IECLB para a Paróquia de Itajaí, onde servi por 4 anos onde ajudei na formação da Paróquia de Navegantes.

Local de atuação e função exercida atualmente:
Hoje, pastoreio 3 comunidades em contexto rural, juntamente com minha esposa, num regime de ministério compartilhado na Paróquia de Rio Antinhas, Petrolândia/SC. Deus nos confiou cerca de 1300 pessoas, a maioria tira seu sustento da agricultura. O contexto em que estou nos últimos dois anos é realmente muito diferente daquele em que cresci e que havia trabalhado até então. O meio rural oportuniza outros aprendizados e outras formas de contato com as pessoas.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
Os desafios são de exercer o ministério com excelência, motivando novas lideranças a perceberem o papel que os discípulos de Jesus são convidados a exercer em nosso tempo. Oremos por nossas comunidades, famílias, amigos, e todos que sofrem diante da crise em que passamos em nosso pais.

Servir a Cristo é um privilégio, refletir a vocação e aperfeiçoa-la com formação é louvor e adoração a Deus. Se esta é sua vocação a desempenhe com excelência!

Jefferson Zeferino

Período em que estudou na FLT:
2009-2012

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
- 2013-2014, Professor de Inglês
- 2014-2015, Mestrado em Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUCPR
- 2014 ~ Bolsista da CAPES
- 2014 ~ Membro do Núcleo Ecumênico e Inter-religioso da PUCPR, NEIr
- 2015 ~ Doutorado em Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUCPR
- 2016 ~ Membro do Movimento Ecumênico de Curitiba, MOVEC

Local de atuação e função exercida atualmente:
Atualmente curso o Doutorado em Teologia da PUCPR, pesquisando a ética barthiana no horizonte da teologia da cidadania como teologia pública. Estudo sob a orientação do Prof. Dr. Clodovis Boff e sou bolsista da CAPES. Além disso, participo de organismos ecumênicos como o NEIr e o MOVEC. Minha esposa e eu também participamos da Comunidade do Redentor (IECLB).

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
Pretendo servir a Deus e às pessoas de acordo com minhas capacidades e habilidades. Me sinto chamado a servir no ensino e na pesquisa teológica, sendo que a FLT foi fundamental para que eu desenvolvesse cada vez mais o gosto pelos estudos e me descobrisse como um estudioso. Além disso, com a FLT pude aprender que o fazer teológico só faz sentido na medida em que encarna na realidade de vida das pessoas, em linguagem husserliana, trata-se de se pensar o “mundo da vida” no horizonte da fé. Coloco minha família, meus estudos teológicos e minha carreira acadêmica nas mãos do Senhor, e conto com suas orações nesta direção.

A ética é a finalidade da teologia. Uma teologia desencarnada e impessoal não faz sentido para a vida prática das pessoas e para a pastoral. Carecemos cada vez mais de um pensamento teológico que encarne o “mundo da vida” profundamente e em continuidade com a encarnação do Cristo, que é esvaziamento quenótico de si em amor ao próximo. Só assim podemos falar, efetivamente, de uma teologia a serviço da vida.

Joel Schlemper

Período em que estudou na FLT:
1997 a 2001

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
- Período Prático (PPHP):
Paroquia Evangélica de Confissão Luterana da Ascenção (Novo Hamburgo/RS) – Sínodo Rio dos Sinos. Ano de 2002
- Pastor:
1) Janeiro de 2003 a janeiro de 2009 - Segundo pastorado da Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Presidente Getúlio (Dona Emma/SC) – Sínodo Centro-sul Catarinense.;
2) Desde fevereiro de 2009 - Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Barreiros - Sínodo Centro-sul Catarinense.
IECLB: Integrei o Grupo Coordenador de ECC (Educação Cristã Continuada) da IECLB entre 2009 e 2012.
Conselho da Igreja (IECLB). Represento o Sínodo no Conselho da Igreja desde julho de 2014.
- Sínodo Centro-sul Catarinense:
1) Coordenador do Departamento Infantil entre 2006 e 2009;
2) Membro da Coordenação Sinodal de ECC de 2009 a 2015;
3) Coordenador Sinodal de ECC de 2011 a 2015;
4) Integrante da Assessoria de Missão do Sínodo desde 2015.

Local de atuação e função exercida atualmente:
Paróquia Luterana em Barreiros no município de São José/SC
A Paróquia em Barreiros tem em torno de 450 membros batizados em duas Comunidades e um Ponto de Pregação.
A sede da Paróquia está localizada em São José/SC no distrito de Barreiros onde está a Comunidade. Na Comunidade sede há dois cultos dominicais e atividades em 11 ministérios diferentes durante a semana.
A segunda Comunidade fica na cidade vizinha, Biguaçu, onde foi iniciada a plantação de uma Comunidade no segundo semestre de 2010 com a realização de um projeto missionário em parceria com a Missão Zero, Sínodo Centro-sul Catarinense, Faculdade Luterana de Teologia e Secretaria de Missão da IECLB. Em 2012 foi instalado o segundo CAM da Paróquia com um ministro de tempo integral na Comunidade Missionária de Biguaçu. Atualmente participam dessa Comunidade mais de 30 famílias com um culto dominial e diversas atividades durante a semana.
O Ponto de Pregação está localizado no interior de Biguaçu, na localidade de Sorocaba onde cinco famílias se reúnem em culto e estudo bíblico duas vezes por mês nas casas dos membros. Este é o único local com contexto rural da Paróquia em Barreiros.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
No nível pessoal estou amadurecendo os desafios e o passo a passo para a Revitalização de Comunidades. Entendo que Comunidade Revitalizada é aquela com uma espiritualidade significativa e transformadora e com uma teologia e prática missional que consegue comunicar o verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo para a cultura na qual está inserida. Entendo que a revitalização deve começar na vida do ministro para então, num programa bem planejado, ser levada à Comunidade. Para a revitalização do ministro, é necessária uma agenda de estudo, discipulado pessoal e cursos que estão em andamento. O projeto de revitalização da Comunidade está em andamento, dando os primeiros passos.
No nível familiar temos o desafio de educar e sustentar três filhos na cultura vigente com todos os desafios de se viver num contexto urbano, secularizado e pós-moderno. A educação dos filhos não é desassociada da sociedade que chamamos de Tribo Glocal, ou seja, que é ao mesmo tempo de cultura local e global.
Ainda no nível familiar, minha esposa que trabalha no contexto universitário e onde também está terminando o mestrado, tem o desafio de comunicar o Evangelho para dentro de seu contexto, além, é claro, de terminar o mestrado.

A boa e sólida formação teológica feita com apaixonante vocação, seriedade com o chamado e responsabilidade com a Igreja de Cristo, trará salvação e transformação ao caído mundo.
Nesse sentido, incentivo aqueles que vão buscar formação teológica com vistas ao ministério de tempo integral a testar e comprovar o chamado vocacional. Para aqueles que estão no processo de formação, entendo que o desafio é deixar a boa formação descer ao coração e moldar também a vida.

Luciméri Lichtenfels de Campos

Período em que estudou na FLT:
2004-2008

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Após a formação na FLT, fiz trabalho voluntário na MUNIL (Missão Universitária Luterana) em Florianópolis, juntamente com o P. Rui Petry. Além da atuação junto aos universitários por meio de estudos bíblicos, discipulados, grupos de oração, almoços, aconselhamento, pude também me envolver com a Comunidade Trindade, na qual a Munil está inserida.
Depois estive dois anos na Paróquia de Trombudo Central, trabalhando com o P. Walter Cristian Bayer. Tempo muito rico com envolvimento em todos os trabalhos da paróquia: Cultos e ofícios, culto infantil, aconselhamento pastoral, estudos bíblicos, discipulados, JE, grupos de OASE, ensino confirmatórios, entre outros. Também tive um grande desafio nesta comunidade, com o trabalho de capelania hospital, junto a pessoas de longa permanência. Gostei muito desta área.
Em seguida fiz meu PPHM, na Paróquia Guarani em Santa Rosa-RS. Foram 17 meses num contexto bastante diferente do que tinha atuado até então. Com uma realidade mais rural, muitas comunidades, muitos trabalhos e num estado diferente do meu de origem. Foi um tempo de crescimento também.
A seguir fui ordenada ao ministério pastoral e recebi o envio para a Paróquia Cachoeira em Guarapuava-PR, onde atuo até o momento.

Local de atuação e função exercida atualmente:
Atualmente sou pastora na Paróquia Cachoeira em Guarapuava. Uma paróquia composta por 7 comunidades, no qual divido o pastorado com o colega P. Ari Käfer. Esta paróquia abrange as cidades de Guarapuava, Pinhão, Pitanga, Santa Maria do Oeste, Campina do Simão e Goioxim. Temos bastante distâncias para percorrer, o que é um grande desafio. Em geral são comunidades pequenas, com dificuldades financeiras. Mas ainda assim, Deus tem sido fiel conosco e temos conseguido desenvolver alguns trabalhos.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar
Penso que um desafio pessoal é aprender a conciliar a vida pessoal com o trabalho. Ainda mais agora que me casei. Porém, meu esposo tem me ajudado com isso e de alguma forma tenho conseguido organizar melhor o meu tempo.
O desafio ministerial, é de não esmorecer diante das tantas dificuldades. Animar e engajar pessoas não é tarefa fácil e diante do quadro de “crise” no país, está ainda pior. As pessoas de forma geral estão desmotivadas. E vem a pergunta: Como não se deixar abater?
Como motivo de oração, compartilho o meu casamento (fev/2016). Uma grande benção e alegria. Rodrigo, meu esposo, é um grande presente de Deus. Peço que nos incluam em oração, para permanecermos assim, animados, engajados na obra de Deus.

“O chamado de Deus é um desafio que vale a pena ser seguido. Deixe-se desafiar! ”

Marcos Aurelio Mohr

Período em que estudou na FLT:
2009 à 2013

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Trabalho no cerene como terapeuta pastoral desde 2013

Local de atuação e função exercida atualmente:
Cerene como terapeuta pastoral

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
Orem pelo cerene

"Deus não escolhe os capacitados mas capacita os escolhidos."

Marcus David Ziemann

Período em que estudou na FLT:
2006 a 2009

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
Após o estágio na comunidade de Alfredo Wagner/SC e minha formatura, atuei em 2010 no auxílio pastoral na Comunidade de Santo Amaro da Imperatriz/SC, esta, ainda ligada a Paróquia de Aririú, no período de aguardo ao PPHM. No mesmo ano fui designado ao PPHM em Minas Gerais na Paróquia rural de Funil. Em 2012 assumi meu primeiro campos de ministério pastoral na Paróquia no Vale do Paraíba, com sede na cidade de São José dos Campos/SP.

Local de atuação e função exercida atualmente:
Como mencionado a cima, hoje estou a quatro ano no ministério ordenado pela IECLB atuando na Paróquia Vale do Paraíba, que possui uma vasta extensão geográfica que abrange todo o Vale do Paraíba (7 cidades), Litoral Norte de São Paulo (4 cidades) e parte da Serra da Mantiqueira (3 cidades). São apenas uma comunidade e 3 pontos de pregação, devido as poucas famílias luteranas na região. A Paróquia tem apenas 11 anos de história de fundação, mas uma história longa (desde a década de 70) como projeto missionário de São Paulo. Além de meu ministério na Paróquia, também atuo atualmente como vice-coordenador do colégio pastoral da União Paroquial de São Paulo no Sínodo Sudeste.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
O Maior desafio é a vida em comunidade, ainda mais uma comunidade recém formada, com poucas famílias, grandes distâncias e uma questão financeira delicada. Porém, Deus tem nos agraciado a cada dia. Outro ponto que sobrecarrega é a vida urbana intensa somado a distância dos familiares. Mesmo assim, é um privilégio poder servir a Deus em um lugar tão diferente, desafiador e frutificador. Aqui em São José dos Campos Deus nos presenteou, a mim e a July, com nossa pequena Amanda.

"Aprendi que Teologia é fundamental para o preparo ministerial. Porém a experiência em paróquias diversas, com suas ênfases teológicas distintas, com histórias distintas e com pessoas que expressam a sua fé de formas distintas é que criam o pano de fundo de uma ação pastoral mais relacional, respeitosa, edificante e ponderada.
Teologia Luterana e vivência de novos desafios são dois lados da mesma moeda chamada ministério na IECLB."

Mario Maass

Período em que estudou na FLT:
2002 – 2005

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial: No ano de 2006, fui designado pela Comissão de Designação da IECLB a realizar o Período Prático de Habilitação ao Ministério – PPHM, na Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Rio Claro – SP. Após a conclusão e aprovação, tive o privilégio de ser enviado pela Comissão de Envio da IECLB para a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Pato Branco – PR.

Local de atuação e função exercida atualmente:
Estou exercendo o Ministério Pastoral na Paróquia de Pato Branco desde janeiro de 2007. Paróquia na qual fui enviado e acolhido muito bem. A alegria de receber um lugar para atuar de tempo integral no Ministério Pastoral foi dividido com esposa, filhos e neta que acompanharam todo processo e encaminhamentos. Hoje temos filhos já estabelecidos na cidade de Pato Branco e região. Estamos caminhando para completar em janeiro de 2017, 10 anos de Ministério nesta Paróquia. Ministério que segue animado com a colaboração de muitas lideranças que se dispões a testemunhar o Evangelho. Somos gratos a Deus, as lideranças e membros das comunidades que tem participado na missão de ser Igreja de Jesus cristo.

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
Creio que os desafios estão presentes em todos os momentos e situações. Alguns desafios são superados, outros precisam ser entendidos e administrados continuamente, e certamente novos surgirão na caminhada. O desafio ministerial que segue inclui a importância da formação e motivação das lideranças atuais para a continuidade, bem como, o desafio de envolver novas lideranças para seguirem abraçando a missão de Deus. Creio que um dos desafios que inclui a família surge na reflexão sobre o momento de seguir com o Ministério Pastoral em outro contexto. O “tempo passa e as horas vão e nada os detém”, e isso tem suas implicações e necessidades. Este já é um dos motivos de oração que nos acompanha.

"Fica difícil definir numa frase. Lembro aqui o texto bíblico do Evangelho de Lucas 10.1ss. Jesus Cristo chamou “outros setenta”, instruiu e os enviou para a missão. Diz o texto do Evangelho que eles “regressaram possuídos de alegria” relatando tudo o que tinha acontecido (Lc 10.17). Deus continua chamando para sua missão, continua instruindo e enviando para que a boa notícia seja anunciada com muita alegria. Creio que neste sentido, Jesus Cristo espera de nós atitude de se dispor, de servir. Espera de nós preparo, busca de uma formação que é fundamental para o exercício do Ministério Pastoral. Neste sentido, estou e vou ficar durante toda a vida grato a Faculdade Luterana de Teologia - FLT diante da ótima formação oferecida durante o período de formação. Posso dizer que é maravilhoso relatar as maravilhas da obra de Deus que acontece por meio dos chamados, instruídos e enviados."

Rafael Wetzel

Período em que estudou na FLT:
2009 até julho de 2015;

Breve descrição de sua trajetória de trabalho e/ou ministerial:
2009 = CBB
- Julho até dezembro de 2012 = Estágio curricular na MEUC Timbó-SC
- Julho de 2013 até julho de 2014 = Intercâmbio em Leipzig/Alemanha
- A partir de julho de 2015 = Missionário auxiliar nas cidades de Mercedes- PR e Marechal Cândido Rondon-PR

Local de atuação e função exercida atualmente:
Atualmente sou Missionário da auxiliar da MEUC nas cidades de Mercedes e Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná. Resido na cidade de Mercedes, na qual está o meu principal foco de trabalho. Também auxilio nos diversos trabalhos realizados na cidade de Marechal Cândido Rondon;

Desafios pessoais/familiares/ministeriais e motivos de oração a compartilhar:
Diria que um grande desafio pessoal é, arrumar a sua mudança e se deslocar para morar em uma nova cidade, conhecer novas pessoas, formar uma nova rotina e se adaptar a nova cultura local, pensar nessa grande mudança pode nos trazer grandes expectativas, ansiedades e até mesmo, medos. Porém, Deus nos carrega, guia e mantém maravilhosamente! Deus usa pessoas muito especiais que nos auxiliam nesses momentos. Deus nos presentei com uma comunidade de fé! Ele vai indo na nossa frente com a sua graça, abrindo e fechando portas! Crer Nele, ter fé, sentir o seu amor e saber crendo que Ele é o nosso Salvador, faz com que Ele torne esse desafio pessoal em um real desafio vencido. Já os desafios familiares podem ser vencidos a partir da ponta do lápis na nossa agenda, a partir de orientação e bons conselhos de amigos do coração e irmãos em Cristo, podem ser vencidos a partir de bons livros lidos e com certeza, pela Palavra praticada em primeiro lugar dentro do nosso lar. Desafios ministeriais podem ser vencidos a partir da total dependência de Deus, com oração, da Palavra e bons livros abertos sobre a sua mesa de trabalho e do contato com pessoas sabias com os seus bons conselhos. Que possamos orar que mesmo em meio as dificuldades - e de fato existem muitas dificuldades -, Deus nos guie com as suas mãos orientadoras, cuide de nós com seus braços fortes, nos console com seus olhos de empatia e fortaleça com as suas palavras de vida verdadeira. Que possamos, assim, orar por todos os obreiros e aspirantes ao ministério;

"O fato de Deus nos amar tão intensamente, nos dá a expectativa de que a formação teológica e o ministério será incrivelmente maravilhoso. E é preciso afirmar que, isso é a mais pura verdade. A maneira que Deus nos ama, faz inclusive com que essa expectativa se torne realidade! Haverão problemas? Dificuldades? Desânimos? Sofrimento? Sim! Nossa caminhada com Deus, seja antes da formação teológica, durante ou depois dela, já no ministério, não anula qualquer problema, dificuldade, desânimo ou sofrimento. Porém, vivermos abastecidos do amor desse nosso Deus que nos guie com as suas mãos orientadoras, cuide de nós com seus braços fortes, nos console com seus olhos de empatia e fortaleça com as suas palavras de vida verdadeira, vence qualquer expectativa que possamos ter durante a nossa caminhada".

Timoteo e Greici Petry

PERÍODO EM QUE ESTUDOU NA FLT:
2005 - 2010

TRAGETÓRIA:
Inicialmente, em uma situação atípica, fomos designados a assumir o ministério Missionário no Distrito da MEUC em Maripá-PR. Interrompendo assim os estudos por 01 ano para atender esta necessidade pontual.
Após este um ano me Maripá, retornamos aos estudos na FLT. Em seguida retornamos ao Distrito de Maripá por mais 02 anos.

LOCAL DE ATUAÇÃO E FUNÇÃO EXERCIDA ATUALMENTE:
A partir de 2012 exercemos o ministério de Capelania Estudantil na FLT. Acompanhamos pastoralmente os alunos por meio de aconselhamentos, discipulados, grupos de casais e namorados, grupos terapêuticos etc.
Também estamos integrando o Departamento de Famílias e Departamento de Mulheres da MEUC.

DESAFIOS PESSOAIS:
Por ser um ministério novo na FLT, o desfio está em estrutura-lo para que realmente possa ser “Cura d’almas” para os nossos estudantes que estão se preparando para o ministério.

"Aliar o estudo aprofundado da teologia com confissão de pecados, o exercício do perdão e a cura d’alma, tem sido algo extraordinário que nos anima quanto ao futuro das nossas comunidades."

Faculdade Luterana de Teologia - FLT
Rua Wally Malschitzki, 164 - Mato Preto
São Bento do Sul - SC - CEP 89285-295